Sugestões:

  • pdi
  • desenvolvimento

Teste palográfico: como funciona e seu uso em processos seletivos

Teste palográfico: como funciona e seu uso em processos seletivos

Você sabe o que é o teste palográfico? Talvez você o conheça como exame dos palitinhos ou risquinhos. Trata-se de uma avaliação de aplicação simples, em que a pessoa analisada deve fazer pequenos traços verticais repetidamente numa folha, com lápis ou caneta.

O teste palográfico é um recurso utilizado por psicólogos para uma avaliação de personalidade. É considerado um teste expressivo em que o indivíduo avaliada deve reproduzir traços simples em uma folha de papel durante um tempo determinado.

Cada pessoa realiza essa tarefa de um modo característico. Assim, ao executar o exame, a pessoa examinada irá expressar ou imprimir um estilo de resposta individual. Isso permite determinar uma ligação entre características de personalidade e os traços feitos.

O que é o teste palográfico?

O teste palográfico é um método de avaliação de personalidade utilizado por profissionais da área da psicologia em diversas circunstâncias. Trata-se de uma ferramenta validada pelo Sistema de Avaliação de Testes Psicológicos (Satepsi).

O método é utilizado, por exemplo, em provas de concursos públicos e processos de seleção e recrutamento de emprego. Costuma ainda ser uma das fases de avaliação do processo para obtenção da CNH (habilitação para motoristas).

No caso de recrutamento e seleção, sua vantagem está na forma de aplicação simples e rápida. Porém, para essa finalidade, avaliações comportamentais, como o DISC, são consideradas bem mais completas e se tornaram as mais populares em anos recentes.

O psicólogo espanhol Salvador Escala Milá é o criador do exame palográfico. Publicado inicialmente em 1955, a avaliação é resultado de pesquisas de Milá no Instituto de Psicologia Aplicada e Psicotécnica, de Barcelona, na Espanha.

No Brasil, o teste original foi desenvolvido ao longo dos anos 1960 e divulgado por Agostinho Minicucci. A versão validada pelo Satepsi é a de 2004, desenvolvida por Iraí Cristina Boccato Alves e Cristiano Esteves, pesquisadores brasileiros da área.

teste-palografico-dupla

Para que serve o teste palográfico?

O teste palográfico é considerado por pesquisadores como uma avaliação expressiva. Diz-se isso porque ele proporciona a investigação de aspectos da personalidade do indivíduo por meio do estudo dos sinais gráficos feitos no exame. 

Um teste expressivo é aquele que permite que a pessoa avaliada demonstre sua relação com o meio externo e traços de sua personalidade. No caso do palográfico isso é possível a partir dos traçados, que são analisados sob o ponto de vista da psicologia.

A aplicação do teste possibilita avaliar determinadas características da personalidade da pessoa examinada por meio da relação dos dados qualitativos com resultados quantitativos. É importante dizer que os resultados de um exame palográfico não seguem um padrão.

Por esse motivo existe a necessidade de que um psicólogo faça a análise dos traços da pessoa avaliada de maneira qualitativa e quantitativa. Por meio dessa análise, é possível compreender melhor alguns traços da personalidade do indivíduo examinado.

Dessa forma, o setor de recursos humanos de uma organização consegue comparar candidatos. Isso é importante para que seja realizada a melhor contratação possível dentro dos objetivos da empresa. Trata-se de algo pode ter impacto nos resultados.

teste-palografico-pinos

Como funciona o teste palográfico?

Um teste palográfico é realizado por meio de diversos traços verticais feitos segundo um modelo impresso em uma folha original de aplicação, que segue um padrão. O exame é aplicado em duas fases distintas, sendo que a primeira parte não é avaliada.

O objetivo da primeira etapa é reduzir eventuais inibições que todo exame provoca. A segunda parte representa o exame propriamente dito e é usada para levantar informações sobre a personalidade. Cada fase é composta por cinco intervalos de tempo. 

O que é avaliado no teste palográfico?

Por meio da avaliação dos dados qualitativos com resultados quantitativos, o exame palográfico permite avaliar pontos da personalidade do indivíduo. Entre eles estão ritmo de trabalho, autoconceito, relacionamento interpessoal e produtividade.

É possível ainda avaliar características como impulsividade, agressividade, extroversão, introversão, organização, energia, emotividade, iniciativa, entre outras. Durante o ato de desenhar, estão presentes os comportamentos nos níveis adaptativo, expressivo e projetivo.

Segundo estudos, exames que avaliam o comportamento expressivo indicam um formato transmitido de maneira espontânea e de resposta não intencional. É algo que reflete uma estrutura mais profunda da personalidade e ocorre abaixo do limiar da consciência.

Execução prática do teste palográfico

Alguns autores afirmam que na primeira etapa, a fase de treino do palográfico, os aspectos de adaptação são avaliados. Isso ocorre porque no começo da atividade, a pessoa examinada trabalha para tentar se adequar às instruções que recebeu.

No entanto, conforme o exame prossegue, se torna uma atividade menos controlada e mais espontânea, o que revela pontos mais expressivos. Determinados aspectos ganham destaque por serem partes importantes na avaliação qualitativa do palográfico.

Entre eles estão o simbolismo do espaço, inclinação, margens, direção das linhas, distância entre as linhas, distância entre as linhas, tamanho. A qualidade e pressão do traçado, organização, velocidade, ritmo e arpões ou ganchos também são itens examinados.

Para cada um deles há uma interpretação para os traços. Três outros aspectos também possuem dados para avaliação: emotividade, depressão e impulsividade. Deve-se ressaltar que por se tratar de um exame psicológico, só psicólogos podem aplicar o palográfico.

teste-palografico-analise

Como é a análise de resultados do teste palográfico?

Conforme já afirmado, o exame palográfico é um teste de personalidade. A avaliação utiliza as diversas características dos traçados desenhados pelo indivíduo como análise. É possível conectar cada aspecto dos riscos com um traço de personalidade.

Assim, o avaliador tira conclusões segundo a distância entre os traços, a inclinação deles, tamanho, direção das linhas, velocidade de execução, entre outros pontos. Organização, ritmo de trabalho, produtividade, adaptação e foco são alguns dos itens avaliados.

Tabela de resultados do teste palográfico

A tabela de resultados do teste palográfico é o que auxilia o psicólogo na avaliação do exame. Existem estudos de precisão, validade e tabelas em percentis para o público-alvo de acordo com sua escolaridade e sexo.

Apenas a título de informação, vamos ver alguns dos aspectos que costumam ser analisados em um teste palográfico.

  • Vários autores afirmam que o simbolismo do espaço é um ponto de grande relevância a ser analisado.
  • Também é possível interpretar margens e inclinações. A inclinação dos traços teria ligação com sociabilidade. Para direita é introversão. Já uma inclinação à esquerda significa extroversão. Planos para baixo e para cima têm relação com o equilíbrio.
  • O relacionamento interpessoal estaria ligado à distância entre as linhas. Já a direção das linhas, que podem ser ascendentes, descendentes, sinuosas ou horizontais, tem relação com o humor da pessoa.
  • Análise das margens. Um prolongamento da margem esquerda mostraria impaciência e vivacidade. Já um estreitamento demonstra reflexão e prudência.
  • Distância entre os traços. Uma distância estreita pode indicar uma característica negativa ou autodomínio. Distância mais larga seria extroversão.
  • O tamanho dos traços está ligado pela dinâmica estabelecida pela pessoa com o ambiente. Um tamanho grande revelaria agressividade ou um sentimento de inferioridade. Por sua vez, um tamanho pequeno indicaria inibição.
  • A organização dos traços indica uma orientação do indivíduo no espaço. Serve para analisar o grau de organização da pessoa por meio da distância, direção e tamanho dos traços e de uma regularidade nas margens.
  • Pressões pelas marcas deixadas no papel. Um traço forte pode indicar confiança em si vitalidade. Um traço fraco ou fino está ligado à ausência de confiança em si, excesso de sensibilidade e insegurança.
  • O ritmo dos traços se relaciona à presença de harmonia ou falta dela. Um ritmo equilibrado aponta para estabilidade emocional. Já distúrbios no ritmo podem indicar para impulsos mais violentos.
  • Velocidade dos movimentos gráficos. Avalia a atividade mental da pessoa e traços cognitivos. A rapidez indica inspiração e um bom nível intelectual. Já a lentidão é sinal de serenidade e prudência.
  • Presença de ganchos ou arpões, traços pontiagudos, em forma de ângulo agudo, são indícios de autoritarismo ou agressividade.

O que reprova no teste palográfico?

Por avaliar a personalidade da pessoa examinada, o objetivo do teste palográfico não consiste na aprovação ou reprovação da pessoa. Qualquer exame psicológico não deve ser razão única para uma decisão dentro de um processo de admissão.

No entanto, é possível que aconteça uma reprovação do candidato se o departamento de recursos humanos concluir que o profissional não possui as características procuradas pela organização. Ou seja, nesse caso não aconteceu o chamado fit cultural.

Porém é sempre importante reforçar que existem questões externas capazes de impactar nos resultados de um exame palográfico. Entre eles destacamos estresse, problemas pessoais, cansaço ou a utilização de determinados medicamentos. 

Por isso, um teste de personalidade deve ser apenas uma das fases que integram um processo seletivo. Entrevistas e outras avaliações são necessárias para que o setor de recursos humanos possa realizar uma contratação que seja eficiente para a organização.

teste-palografico-emojis

Como o teste palográfico pode ser utilizado por profissionais de RH?

O teste palográfico é uma das opções em exames para organizações. O exame pode ser utilizado em avaliações e aplicado a alguns processos de RH. Um desses usos é ao longo de um recrutamento e seleção de novos funcionários.

O resultado pode fornecer aos profissionais de RH dados válidas sobre as características de personalidade de cada um dos candidatos. Isso é algo que ajuda na escolha do profissional que será contratado e permite que estratégias adequadas sejam desenvolvidas.

A partir dos resultados, a organização pode saber quais pessoas possuem mais pontos em comum com o perfil buscado e a cultura organizacional. Também ajuda a entender se o profissional tem mais possibilidades ou não de adaptação ao cotidiano de trabalho.

Teste palográfico no processo seletivo de empresas

Em paralelo, os profissionais de recursos humanos são capazes de conhecer mais sobre a personalidade dos candidatos. Isso é importante para descobrir quais deles têm, de fato, as habilidades necessárias para executar a função. Também ajuda a evitar desgastes.

Se for conduzido por um psicólogo experiente, capaz de avaliar as respostas, o exame indica os pontos fracos e fortes de um profissional. Possibilita ainda verificar as habilidades do indivíduo e aquilo que precisa ser desenvolvido nele.

Um teste palográfico mostra ainda determinadas tendências dos entrevistados em relação ao comportamento. Isso é importante para que contratações aconteçam sem afetar o clima da organização e que os novos funcionários atuem em equipe sem grandes atritos.

Verificação de traços da personalidade e soft skills para a vaga disponível

Sabemos que uma boa contratação se traduz em maior permanência na organização. Custos reduzidos com admissões e desligamentos, como resultado da redução da rotatividade, é um dos objetivos de toda equipe de recursos humanos.

Com isso os profissionais da área conseguem se concentrar em outros aprimoramentos para a organização. No entanto, muitas equipes de RH preferem não utilizar o teste palográfico, por acreditarem que é um exame mais adequado em outros tipos de avaliação.

Quem está apto a aplicar efetivamente o teste palográfico?

Por se tratar de um exame psicológico, a aplicação do teste palográfico somente pode ser feita por alguém formado em psicologia. O profissional também deve ter registro e estudado o tema de maneira mais aprofundada para saber como realizar a avaliação dos resultados.

O Conselho Federal de Psicologia (CFP) é responsável por regulamentar a prática. É o conselho profissional quem estipula, por exemplo, que somente psicólogos com graduação e registro podem realizar a aplicação e avaliação dos exames palográficos.

Sem que um psicólogo aplique as avaliações dentro de um processo seletivo, é provável que o exame não traga os resultados procurados. Também é relevante que o profissional possua familiaridade e experiência com a metodologia.

Isso é fundamental, por exemplo, para avaliar se os traços são decrescentes, irregulares ou largos. Cada exame psicológico requer um tipo de treinamento.Por isso, as informações somente serão válidas se a aplicação e avaliação obedecerem regras estabelecidas.

Benefícios para a empresa do uso do teste palográfico nas contratações

Como vimos, o exame palográfico é um teste que avalia a personalidade por meio do comportamento expressivo. Sua aplicação é muito simples e rápida, mas sua avaliação e interpretação exigem certo grau de preparação e experiência do psicólogo com a técnica. 

A correção do teste é realizada pela avaliação qualitativa e quantitativa, com base nos traços realizados pela pessoa examinada. Apesar de o teste palográfico ser bastante utilizado, a produção científica sobre seus usos ainda pode ser considerada escassa.

Alguns estudos indicam ser necessário que pesquisadores desenvolvam estudos empíricos sobre avaliação de aspectos de personalidade. Uma crítica feita a testes psicológicos está na falta de padronização para determinadas realidades e contextos.

No caso de recrutamento e seleção, avaliações comportamentais se mostram mais completas e confiáveis. Elas auxiliam o departamento de RH a compreender melhor os perfis dos profissionais, o que contribui para montar equipes mais eficientes.

Atualmente, o teste DISC é considerado a avaliação comportamental mais difundida globalmente. Várias organizações utilizam a ferramenta para entender o estilo de comportamento dos colaboradores e, assim, facilitar o trabalho e atingir o sucesso. 

Conheça a Human Solutions e administre o ativo mais importante, o ser humano

A Human Solutions permite que sua empresa faça avaliações e utilize ferramentas com foco no desenvolvimento humano. Somos especializados em desenvolver e acompanhar nossos clientes para desenvolvimento de talentos em projetos de curto e longo prazo.

Com ferramentas próprias, a Human Solutions é considerada a mais completa empresa para desenvolvimento de comportamentos, competências e inteligência emocional. Nossa missão é encontrar as melhores opções de ferramentas no mercado mundial.

Ao adquirir a representação exclusiva para o Brasil e América Latina dessas ferramentas, validamos sua aplicabilidade e as colocamos à disposição das organizações para alavancar processos de desenvolvimento organizacional e individual, seleção, coaching e capacitação.

Nossa visão é ampliar e extender alianças estratégicas com fornecedores e sócios (representantes), para conseguir uma maior penetração e massificação no mercado de ferramentas de desenvolvimento organizacional. 

Nosso foco é disponibilizar as melhores ferramentas por meio de consultores. Para converter o ativo intangível mais valioso das empresas em resultados tangíveis para o negócio a partir da potencialização do talento, com considerável retorno do investimento.

Descubra como podemos ajudar sua organização a chegar lá. Fazer escolhas certas é fundamental para o sucesso do seu negócio.

teste-palografico-anotacoes

Conclusão

Como vimos, o teste palográfico é considerado um teste expressivo e um instrumento para que psicólogos façam uma avaliação de personalidade. Nele, a pessoa avaliada reproduz traços simples numa folha de papel durante um período de tempo específico.

A metodologia costuma ser utilizada em processos seletivos, recrutamento de emprego e provas de concursos públicos. É ainda uma das fases incluídas nos exames de avaliação para obtenção da CNH (habilitação para motoristas).

Quando pensamos em recrutamento e seleção, a vantagem do teste está na maneira rápida e simples de aplicação. No entanto, para esse fim, avaliações comportamentais, como o DISC, são tidas como mais completas e se tornaram as mais populares em anos recentes.

Pesquisadores consideram o teste palográfico como um exame expressivo. Isso significa que a avaliação proporciona a investigação de traços da personalidade da pessoa examinada por meio da análise dos sinais gráficos realizados no exame. 

Uma avaliação expressiva é aquela que proporciona que o indivíduo sob análise apresente sua relação com o meio externo e aspectos de sua personalidade. No que se refere ao teste palográfico isso é feito a partir dos traços, que são avaliados por um psicólogo experiente.

O teste palográfico pode ser considerado é uma das opções em exames para empresas. A ferramenta pode ser aplicada em exames e processos de RH. Uma dessas utilizações costuma ser durante o recrutamento e seleção de novos profissionais.

Como se trata de um teste psicológico, somente profissionais com formação em psicologia podem aplicar o exame palográfico. O psicólogo deve ainda possuir registro e pesquisado o assunto de modo mais aprofundado para poder analizar os resultados.

O teste é corrigido por meio de uma avaliação qualitativa e quantitativa, a partir dos traçados feitos pela pessoa sob exame. Embora o teste palográfico seja muito aplicado, a produção científica sobre suas utilizações ainda pode ser classificada como escassa.

Alguns trabalhos apontam ser preciso que pesquisadores desenvolvam estudos empíricos sobre avaliação de traços de personalidade. Uma das críticas feitas aos testes psicológicos consiste na falta de uma padronização para certos contextos e realidades.

Atualmente, o teste DISC é considerado a avaliação comportamental mais difundida globalmente. Várias organizações utilizam a ferramenta para entender o estilo de comportamento dos colaboradores e, assim, facilitar o trabalho e atingir o sucesso.

HS Brasil

HS Brasil